Páginas

31 de dez de 2010

Desejos...



Crendo que os sonhos é que movem a vida, me lanço ao ano que se inicia sonhando e semeando desejos. Para isso deixo esta poesia como marco dos desejos e caminhos de meu coração ao longo deste ano que se aproxima do fim, destacando as reflexões que se mostraram tão essenciais para que eu não deixasse de sonhar e crer na beleza da existência... ainda que em toda sua complexidade.


28 de dez de 2010

Reflexões de fim de ano

O tempo passa, a vida passa... até a uva passa
Minhas análises sobre o que se passou em 2010 e meus anseios para 2011


Assim como o tempo passa, 2010 também passou. Ano que escorreu pelas minhas mãos como água e, ao mesmo tempo, por alguns momentos, se arrastou em uma lentidão extrema... tudo isso é muito confuso: a sensação do tempo em seus tempos por todo o tempo. Mas independentemente do sentido, foi mais um período que se completou, mais uma etapa que faz parte daquilo que sou, daquilo que gostaria ser e até mesmo daquilo que jamais seria ou gostaria de não ser.

26 de dez de 2010

Destino e escolhas


O destino se veste de verdade mas, em sua essência, é desmascarado pelas escolhas...

"E pensando sobre o modo como a vida segue seu curso diante do tudo e nada, acabo por cair nos dilemas de minha alma, dilemas que compõem nossa natureza limitada, a busca por respostas que correspondam aos nossos próprios padrões equivocados de entendimento: início e fim; causa e efeito; ação e reação; transgressão e compensação; tempo e espaço... Por fim, a amálgama de todas estas conceituações e dilemas culmina em uma resposta que revela-se tão permeada de completude: destino. Mas até onde este termo e seus sentidos são capazes de trazer explicações? Que explicações eles nos trazem, realmente? Bem... considerar o destino como resposta para vida pode até ser momentaneamente confortante, mas vejo esta palavra como sinônimo de imediatismo, ainda que clame por supostas existências remotas e intermináveis ciclos de ir e vir. Sinto o sentido de destino afogado em uma profunda consonância com o mais absoluto de conformismo, justificativa injustificável para as dúvidas e momentos em que temos que parar e arrozoar sobre nossa vida."

18 de dez de 2010

Passando do ponto


Deram o sinal e o ônibus não parou. Você passou do ponto onde ia descer. Qual foi sua reação?
Isso pode ser simples, mas traz consigo reflexões profundas sobre a vida

"Chegando ao meu destino, levantei e, dado o sinal para que o ônibus parasse, por motivos que desconheço, o motorista ultrapassou o ponto. Assim, eu e mais dois passageiros teríamos que fazer parte de nosso percurso a pé. São coisas que acontecem, falhas como as que eu e todos mais cometemos todos os dias, cada qual à sua própria realidade... nada que se mostrasse como algo que me arrancasse de meu estado normal de ver ou sentir a vida. Mas percebo que não são todos que pensam ou agem assim e, naquele momento, foi algo que veio à tona."

15 de dez de 2010

Se eu pudesse...

Tudo à minha volta aponta para a beleza da fina Flor Serena. Por ela eu daria o tudo, daria o nada...

Se pudesse eu te daria o brilho do sol em seu tão grande fulgor
Colheria as estrelas durante as noites frias
E com elas adornaria o seu tão suave caminhar 

13 de dez de 2010

Os caminhos do vento

Nos caminhos do vento quero encontrar a mim mesmo, quero te encontrar... quero buscar as saídas da vida

Queria eu não ter tantas certezas ou convicções
Assim como não queria ter tantas dúvidas e questionamentos
Mas acima de tudo queria me preocupar com o que verdadeiramente importa

11 de dez de 2010

Eu descobri que tenho asas - 3ª parte


O sentido da vida e o trilhar do caminho da humildade das asas...

3ª parte do conto Eu descobri que tenho asas (clique nos links e leia o início: 1ª parte - 2ª parte)

"Tudo isso me despertou a consciência de que asas eram somente um ponto de partida, uma chance para a minha vida encontrar seu sentido no mundo. Ao fim, o sentido era mais que voar, rasgar os céus, era, verdadeiramente, o reconhecimento de onde voei, por onde voo agora e por onde voarei. Tal reconhecimento é impossível de se almejar sozinho, em si mesmo, fato que me leva a voar com mais intensidade, a iniciar uma busca pelo ser com que quero dividir a minha vida, o alado que me dará infinitos motivos para eu ser eu mesma, para eu poder voar, voar ainda mais alto..."

4 de dez de 2010

Eu descobri que tenho asas - 2ª parte



Poder voar, ter asas... ainda que alcançar os céus seja um deleite, não é o suficiente para se alcançar o sentido da vida

2ª parte do conto Eu descobri que tenho asas (clique no link e leia a 1ª parte)

"Foi então que eu fechei meus olhos e deixei fluir uma prece sorrateira de meu coração. Pedia perdão a Deus por desperdiçar a vida que tinha me concedido e por ter sido tão covarde em viver... Abri meus braços e, no desespero ao mesmo tempo calado e em um grito derradeiro, me lancei ao ar. Senti o amargo gosto da morte, o vento me forçando como uma barreira que aos poucos cedia para o fim de tudo, para o chão que selaria meu destino vazio... 
Enquanto aguardava o beijo cinza daquela que encomendaria minha alma ao mundo dos mortos, além do medo, senti uma forte dor em minhas costas. Pensei que fosse o fim, meus pulmões explodindo, mas era algo de dentro para fora. Brotaram de mim coisas pontudas e sedosas... elas se abriram em um gesto de força, me fazendo planar. Eu não havia morrido, eu não estou morta, eu descobri que tenho asas... "

3 de dez de 2010

Sete dias...

Sete dias ao seu lado me trouxeram infinitas palavras e expressões... são divagações que inspiram a incessante busca por muitos outros dias em sua presença

2 de dez de 2010

Eu descobri que tenho asas - 1ª parte


Até mesmo os saltos ao desespero podem trazer esperanças para um vida morta... basta estender o olhar e dar asas ao coração

"E no dia que tive o sobressalto sobre o meu nada, percebi que tudo mais não valia a pena. Pensei em algo que um amigo meu sempre dizia, em tom de brincadeira: " Se você morresse hoje, quantas pessoas iriam ao seu enterro?" Isso me gelava a espinha, não tinha nada de engraçado, afinal, ele era um forte, alguém dono de si, enquanto eu, dominada por minhas futilidades, era só alguém que temia um enterro vazio, vazio como era a minha vida seria assim também a minha morte."

30 de nov de 2010

O vaso esquecido

Até mesmo dos vasos esquecidos brotam novas esperanças, novos amores, novos sonhos... 

"Tomei o vaso nas mãos e, olhando de perto, vi nele o broto vivo e pulsante de uma nova planta, semeada ali por obra da própria natureza. Achei o fato muito curioso, já que este tipo de coisa não é comum fora dos jardins e áreas livres. Tocado pela simplicidade do momento, decidi então cultivar aquela planta, aguardar a flor que um dia me traria."

29 de nov de 2010

Palavras


Palavras... precisamos urgentemente reconstruir sua significação em nossas vidas...

"Em certos momentos de minha vida busquei e rebusquei palavras para expressar meus sentimentos de forma que elas trouxessem compreensão sobre meu ser, mas, nos últimos anos, em uma aspiração mais sincera e humilde diante do Verbo, cheguei à conclusão de que já tinha palavras suficientes e que me era necessário não procurar por novas expressões, mas sim aspirar incessantemente a verdadeira significação de todas elas, palavras boas e ruins."

27 de nov de 2010

A sós

Palavras não dariam conta de expressar o momento que estive com você, mas eu insisto em tentar

22 de nov de 2010

Graciosa presença


 Um tributo à flor serena... graciosa presença feita de razão e emoção

Graciosa presença que me acalenta
Faz-me adentrar nos confins dos meus ocultos pensamentos
Que transforma em dúvidas minhas certezas
Lançando luz sobre às sombras de meus passos  

20 de nov de 2010

A Casa

 
Não estamos construindo um mundo de vazios? Nossas casas a cada dia se tornam espaços opacos e sombrios, sem sentido, já que já não se vê sentido na vida

19 de nov de 2010

Mundo sem Fim

O cenário riquíssimo em detalhes e um enredo inteligente fazem de Mundo sem Fim uma leitura essencial

"De forma fascinante, Ken Follett une os personagens em uma rede de acontecimentos que ecoam na vida particular e pessoal de cada um dos mesmos, gerando um conflito de poder que perpassa um jovem e idealista mestre de obras, uma jovem nobre muito à frente de seu tempo, uma jovem miserável que luta pela conquista de seu grande amor e de terras para sobreviver e construir uma família, um jovem ambicioso que sonha recuperar a nobreza de sua família decadente, um cavaleiro misterioso que decide se enclausurar em um mosteiro e, por fim, um jovem nobre que usa o poder do sacerdócio e seus pérfidos artifícios para alcançar um poder e domínio ainda maior sobre a vida do priorado de Kingsbrigde."

17 de nov de 2010

Gentileza gera gentileza

 
 Palavras que nascem de reflexão e ação são muito mais que palavras

"Fica evidente que o legado do Gentileza rendeu muitos frutos, mas nem um princípio tão sólido de amor ao próximo como este escapou às garras da especulação e do marketing deste mundo destrutivo. Infelizmente vemos o lema "Gentiliza gera Gentileza" ser cuspido, e não mais declamado. Tornou-se um jargão positivo de auto-afirmação para desencargo de consciência e para forjar um identidade de quem finge ser gentil."

16 de nov de 2010

Ensaios contra a morte

Crianças mexicanas ensaiam para reagirem a tiroteios em escolas*
Onde estão as respostas para as crises da humanidade? 

"No México me assusto com crianças sendo treinadas para sobreviverem a tiroteios dentro de escolas. São só crianças que já iniciam seu processo de adentramento e adestramento ao mundo tão difuso e díspar de suas realidades, muitas vezes ainda não maculadas pelos vícios que trouxeram e mantém a humanidade neste estado de barbárie."

15 de nov de 2010

Rosa de Hiroshima

Vejo lágrimas em meus olhos devido ao terror da bomba nuclear, a Rosa Atômica que veio envenenar o mundo

13 de nov de 2010

Estou cansado...

Um desabafo...

"Estou cansado de parar em noites como estas e ver que se acumulam coisas que eu gostaria de fazer em detrimento daquelas que fiz e alcancei satisfação. Estou cansado de ver minha vida castrada pelo tempo, que coíbe os prazeres de tempos outros, tempos de criança, quando ainda não estava emparelhado com este sistema tão esquisito e amordaçador.
Isso tudo me faz pensar nos livros que tanto queria ler, nos lugares que gostaria de conhecer e nas pessoas com quem gostaria de estar. Penso no amor poético que ainda almejo encontrar e que ainda acredito existir..." 

12 de nov de 2010

Estar só

Estar só. Um sentimento dúbio, real e extremamente carente de reflexões


Lá estava ela, ajoelhada com as mãos no rosto,
os olhos vermelhos de tanto chorar.
O mundo parecia ter desabado sobre a sua cabeça,
e realmente desabara, pois a chuva lá fora era tanta que na certa já teria destruído as plantações.
Levantou-se...caminhou até a varanda...olhou em volta, percebeu que daquele momento em diante estaria sozinha!

Extraído do post "Sozinha", do blog Leve Impressão, de Renata Zonatto

11 de nov de 2010

Os labirintos da alma

Nestes labirintos sombrios e tenebrosos é que superamos nosso próprios desafios
Venha perscrutar os labirintos da alma e exorcizar aquilo que há de mais sombrio dentro de seu ser

Em meus momentos de dúvida suas portas se abrem no mais profundo de meu ser
Surgem diante de meus olhos como escolhas para sanar minhas misérias
Encantam-me com seus vigorosos e tão alinhados caminhos
São rotas múltiplas e diversas para vários mundos dentro de mim
*

10 de nov de 2010

O encontro com minha vida

E você, já teve um encontro com sua vida? Se tivesse, o que ela diria? O que você diria?


Em um dia de silêncio e monotonia deparei-me com minha a vida
Ela estava em pé diante de mim com um olhar receoso
Queria lhe fazer perguntas, mas não havia o que perguntar
*

A Bruxa

Este conto traz uma reflexão profunda e necessária sobre os terrores de tantas mulheres inocentes queimadas vivas sob insanas acusações de bruxaria

"A mulher, vendo as chamas lhe subirem pelas pernas, em um último lampejo de sua consciência transtornada pela dor, fitou os olhos de seus acusadores e da multidão. Ouvia suas vozes como se estivessem distantes, vozes estas que enchiam-se de riso e prazer por sua dor, que cuspiam palavras de fúrias e ofensas. Ao cheiro da fumaça que já começava a paralisar sua respiração só lhe restou a percepção de uma última frase: Queime no inferno, bruxa."

9 de nov de 2010

A crise econômica dos EUA: diferenças entre Roosevelt e Obama

Através de comparações entre a Grande Depressão de 1929 e a atual crise econômica, podemos traçar um paralelo entre o governo Obama e governo Roosevelt. A percepção surgida desta reflexão joga por terra a aura de inovação de Obama, apontando seu sutil ranço conservador à velha natureza da política norte-americana

"Nos EUA, país onde surgiu a crise de 29 e também a atual crise, ambas pelos efeitos do livre mercado, o atual presidente é o democrata Obama. Ele foi eleito de forma popular e com o um forte discurso de inovação mas, diante da crise e dos desafios de governo, o que transparece é o mesmo discurso moderado e engessado pelo neoliberalismo, já que as verdadeiras soluções para a crise econômica foram testadas e aprovadas desde os dias de Roosevelt e são ignoradas em subserviência ao mesmo modelo capitalista selvagem de sempre."

Evolução da ciência acelera particulas, mas mostra-se incapaz frear as mazelas da humanidade

O desenvolvimento da ciência muito impressiona, mas também assusta devido à sua negligência diante das mazelas da humanidade. Afinal, de que vale desvendar a origem do universo se não conseguimos sequer eliminar a fome no mundo?

"É inegável que a ciência e conhecimento se desenvolveram de forma impressionante, mas é também lamentável chegar à conclusão de que tornaram-se instrumentos manuseados por um grande esquema mundial, onde percebe-se de forma gritante o patamar entre países que a dominam a ciência moderna de forma absoluta em contraste com aqueles que se encontram na linha do subdesenvolvimento, se utilizando de recursos precários e técnicas menos eficientes diante de suas demandas."

8 de nov de 2010

Algo Único

Há algo único que se evidencia além da mera multidão, basta termos sensibilidade e humildade

Um felino, uma festa e a fome do mundo...

 Divulgação
A cada vez que acompanho notícias ou ligo a tv me impressiono com os rumos da humanidade
Como pode alguém sustentar os mais absurdos luxos enquanto o mundo padece de fome?


"Na Escócia, uma mulher acaba de promover uma festa caríssima em homenagem a sua gata birmanesa, que completou 21 anos. June Suttie, que é dona de canis em Inverkip, ofereceu uma recepção luxuosa para 70 convidados. Eles beberam da melhor e mais cara champagne e depois se extasiaram com uma refeição de quatro pratos feita pelos melhores chefs.
“Estou com Jill (a gata) desde que ela nasceu há 21 anos, é uma grande amiga. Espero que ela esteja viva em seu próximo aniversário”, disse June ao jornal "Daily Record". *

6 de nov de 2010

Leda Atômica - Salvador Dali

Leda Atômica
Ainda que de forma bela, Dali se utilizou da obra para retratar o terror da bomba nuclear

Pintor: Salvador Dali
Ano: 1949
Movimento artístico: Surrealismo

Reflexões sobre o sentido da vida

No profundo de nosso ser existe um oceano... lá encontramos o verdadeiro caminho para o sentido da vida

"Nestes momentos de extases filosóficos a quimera que sempre escancara a porta de minha alma é justamente aquela que vem me dar aulas e brincar de adivinhações sobre o sentido da vida. Quando percebo, estou navegando em um oceano calmo e solitário, onde sempre tenho, ainda que sob perspectivas variadas e acréscimos, a mesma impressão de sempre. Na verdade, a tal é uma essência que clama para não ser suprimida pelo caos do mundo que me cerca."

5 de nov de 2010

Forbes divulga lista dos mais poderosos do mundo




Considero meio inútil uma lista como esta, já que o grande problema do mundo está justamente da inação dos poderosos.
Mas é interessante observar os rumos e articulações em torno destas figuras.

A cidade


Adentre no pórtico da cidade e vislumbre a esperança de um mundo melhor

"Eu fiquei boquiaberto com cada detalhe que analisava naquela cidade tão incomum. Cheguei a me sentar para retomar o fôlego e organizar os pensamentos. Adentrei em um silêncio e pus-me a pensar. Será que eu estou morto? É esta a cidade de Deus? Se fosse, onde estaria Deus? Eu não o vejo...
Meu momento de quietude foi interrompido por um senhor de cabelos grisalhos que se assentou ao meu lado. Ele pousou a mão em meu ombro e começou a conversar, me explicando uma série de coisas sobre aquele maravilhoso lugar. Ele agia e reagia como se já me conhecesse, sem reservas em seu coportamento diante de mim, que lhe era um estranho.
...segundo ele eu não estava  morto e aquela não era a cidade de Deus, mas talvez um lugar que Deus gostava de viver, pois lá possuía a permissão para entrar, sair, ser visto, ouvido, compreendido. Com certeza naquela cidade as pessoas o amariam e receberiam seu amor. "

4 de nov de 2010

O fascínio de Hitler

 
O ditador que conduziu ao extremo sua loucura nazista arrastou toda uma nação para o fanatismo político e toda a Europa para uma grande guerra

"Mesmo sendo um líder político dotado de grande inteligência, certa competência e cercado de grandes estadistas, Hitler sucumbiu ao domínio de suas crenças fanáticas nos pilares do nazismo, que tomou emprestado conceitos significativos de teorias eugênicas e do ocultismo dos séculos XVIII e XIX. Este fanatismo intensificou a opressão e violência de seu governo ditatorial, refletindo inúmeras decisões que viriam a levar o novo estado alemão ao fracasso total e ao massacre extremo de negros, judeus, deficientes e testemunhas de Jeová."

O que é guerra cambial?

A valorização (ou desvalorização) do dólar é o ponto chave em torno da guerra cambial entre inúmeros países

"Para compreender o cenário de guerra cambial que se desenha no meio internacional, é preciso antes haver a apropriação de conceitos sobre as relações cambiais, que são os fatores geradores de ações que provocam a chamada guerra. De forma bastante resumida, as relações cambiais podem ser consideradas a base de atuação dos países na gestão de suas economias e sua relação entre o patamar de sua moeda local com o dólar."

3 de nov de 2010

Dilma Rousseff: a 1ª mulher presidente do Brasil

 
Dilma será a primeira presidente mulher do Brasil, inaugurando uma nova era da inserção da mulher no espaço social

"Se a tendência antes de 2010 era elevação do sexo feminino no cenário social, a eleição de Dilma Rousseff acelerará ainda mais este processo, o que será muito benéfico para o Brasil. Já em seu primeiro discurso a presidente deu mostras da realidade e relevância do tema, lançando palavras que, com toda certeza, serão um divisor de águas na história das mulheres brasileiras:"

O Silêncio dos Amantes


Lya Luft escancara as portas da alma, nos conduzindo às grandes nuances da vida. Vida, medo, morte, felicidade... em cada conto estes conceitos de materializam diante de nossos olhos

"A cada conto desta fantástica obra de Lya Luft, sente-se a vida de seus personagens, uma vida intensa e apaixonante, que alegra e também apavora. O termo que considero ideal para a definição deste estilo de leitura é tragicamente belo. Em meio ao caos da vida e da morte, um imbricado mundo em que se espreme o ato de viver, a percepção se aguça para o geralmente ignoramos ou sequer nos demos o trabalho de imaginar."

A Trilha


Estas palavras são inspiradas na figura de uma grande amiga, que acaba de completar mais um ano de vida. 
Feliz aniversário!


Pela trilha eu segui meus próprios caminhos
Tomei as rédeas do destino e conduzi sua suntuosa carruagem
Com papel e caneta em minhas mãos eu fui autora de minha vida
Esta vida tornou-se estória, conto e até mesmo lenda
Uma lenda de muitos sonhos e desejos
Na verdade, uma grande epopeia onde fui vencedora

1 de nov de 2010

“é preciso apontar uma alternativa ao capitalismo”

O KKE foi responsável pelas greves gerais e protestos contra as medidas adotadas na crise grega

Alexandra Aleka Papariga, secretária-geral do Comitê Central do KKE (Partido Comunista Grego), concedeu uma entrevista exclusiva à revista italiana Ernesto, onde defendeu uma nova proposta de sociedade em relação ao capitalismo, tendo como ponto de partida para suas reflexões o cenário da crise grega, que teve como consequência a tomada de decisões em prol das orientações do FMI.
Abaixo, segue a entrevista na íntegra:

30 de out de 2010

O Olho da Janela

Ainda me recordo do dia em que li esta poesia em um festival na 6ª série

O legado de Levy Vygotsky - 2ª parte

Confira o complemento sobre a vida e obra de Levy Vygotsky:


Mediação simbólica, pensamento, linguagem e aprendizagem

Vygotsky, ao elaborar seus estudos sobre as funções psicológicas ou mentais e sua relação com o desenvolvimento/aprendizado, utilizou-se do conceito de mediação simbólica.

Profundo Olhar

Profundo Olhar

Na divagação de meus pensamentos encontrei seu olhar
Estava quieto entre uma multidão ruidosa e agitada
Fiquei perplexo ao deter-me diante de seus olhos

29 de out de 2010

Lya Luft: Laços e Punhais

Laços e Punhais
Lya Luft e a essência das palavras...

"Não era só prazer a linguagem: peras, perdas, fazer falta, estar em falta ou sentir falta. Desacordo, desconserto. Ambivalentes como nós, palavras preparam armadilhas ou abrem portas de sedução. Embalam ou derrubam, enredam em doces laços, ou nos matam dolorosamente - como punhais."
Ecos do Passado

“Sempre considerei o passado um aliado eficiente na construção cotidiana de meu próprio ser, ainda que isto implicasse em renúncia ou aceitação plena do que já se foi.”

Por que não há sanções contra Israel?

A paz de Israel se sustenta no sangue dos palestinos


"Os EUA, ferrenhos defensores da democracia e da liberdade, se puseram, nos últimos anos, em posição de ataques bélicos e diplomáticos contra países como Iraque, Afeganistão, Coreia do Norte e Irã. A justificativa  para esta atuação foi a guerra ao terror e a luta contra os regimes opressores do Oriente Médio, mas há nesta tese uma grande, senão enorme contradição: e o Estado de Israel?"

28 de out de 2010

Os Segredos do Rei do Fogo

 
 Estes livro traz segredos que vão além do Rei do fogo; são segredos sobre você mesmo.

"Kim Edwards, no tecimento de cada conto, aponta para inúmeras realidades, muitas delas impossíveis, mas todas reais pelo fato dos sentimentos neles inseridos agirem como âncoras para o mundo real, o mundo que existe no interior de cada um. São história de várias partes do mundo e de muitos tempos; vivências de homens e mulheres misteriosos; uma pastora evangélica fanática; a faxineira de Marie Curie; relatos até sobre uma sereia que trocou o mar por um grande amor e sucumbiu à sede de suas águas..."

Cálida Flor

Cálida Flor


Cálida e misteriosa flor de beleza
Majestosa e delicada obra da criação  
Ornada repousa em seu suntuoso jardim

Século XXI: um poço de contradições


Estamos num estado global de cegueira diante dos fatos. O pior de tudo é que nos tornamos cegos por opção



"No século XXI a emoção humana passou a ser movida pelas mãos do consumo e sua rede diabólica. Nos emocionamos muito mais com uma bela propaganda de fast food ou de um grande banco do que com as mãos fraquejadas dos trabalhadores explorados que constroem ao preço de dor sua tão lastimável história. Sim, de trabalhadores, homens e mulheres, que carregam em seus ombros a angústia de não saberem se terão algo para responder aos seus filhos quando eles disserem: "Estamos com fome!"Todos nós estamos em dívida com os famintos e miseráveis desta terra! Somos nós os responsáveis, pois os que se calam e consentem com o mal são piores que seus próprios autores."

27 de out de 2010

As Brumas de Avalon I: A Senhora da Magia

 
A Senhora da Magia traz uma verdeira revolução nos contos arturianos: o fator feminino

"Indo além de um romance com tom de drama que marcou a história dos contos arturianos, a autora nos leva constantemente a questionar nosso papel no universo, nossos verdadeiros amores e medos, a livre expressão, o destino e, primordialmente, o poder de nossas escolhas."

A Sogra


A Sogra

Deus não dá asas à cobra
Mas a mim Ele castigou
Deu asas à minha sogra
Lá pra casa ela voou

O luxo nos torna egoístas

Estudos comprovam: o luxo desperta o individualismo

"Sem sombra de dúvidas, enquanto eu digito esta postagem, milhares de pessoas no mundo todo estão, agora, sendo muito bem pagas para pensar formas e métodos de otimizar os lucros de suas empresas através de campanhas publicitárias milionárias e marketing oculto. Há também práticas em busca de brechas legais para explorarem a força trabalhadora, depredarem o meio ambiente e desrespeitarem as leis. Na esmagadora maioria das vezes, tais campanhas nos induzem, inconscientemente, a mudar nossos valores em adoção de uma mentalidade que visa o consumo como meta de realização pessoal."