Páginas

29 de nov de 2011

Falta-me uma moldura



========================================================

"E deslumbrado com o renovo daquelas orquídeas que pareciam vivas entre a tinta e o tecido, percebi que faltava uma moldura para coroar a majestade dos tons amarelos e pétalas roxas. Faltava  cirandar a pintura com a majestade que lhe era digna, que fosse capaz de abraçar com carinho aquelas flores que faziam reluzir a existência."

========================================================

24 de nov de 2011

Rompendo o silêncio


========================================================

"Considero a dimensão do silêncio uma esfera existencial de múltiplas faces, um caminho longo, deserto e dúbio quanto aos seus próprios sentidos e consequências. Sua configuração toma proporções completamente opostas de acordo com a disposição que se observa no momento em que se adentra às suas portas. Quase sempre, a rota de saída revela-se no momento em que se viu a inserção em seus jogos e mistérios."

========================================================