Páginas

5 de mar de 2012

Eu sinto que sei que sou...


========================================================

Por não saber o que exatamente sou, sinto que sei que sou... Poeta, valete de copas em carteado, um qualquer que viu o coelho branco e correu junto de Alice. Talvez aquele sonho de início de manhã, manhã de Agosto, vento de Setembro ou aquelas águas de Março encerrando o verão. Março... posso ser um incauto convidado naquela mesa de chá com a Lebre de Março, ou naquela estória sombria da vez de Outubro.

========================================================